quarta-feira, 30 de março de 2011

Somos Meio Ambiente

Caros humanos,

Retorno ao tema, lançando um novo ponto de vista... mas é preciso "cabeçar" um pouco para explicar! Veremos que a ideia não é tão estranha.

A pesquisa no velho Aurélio do significado da palavra meio remete a "lugar onde se vive"; já ambiente corresponde a "aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas".

Quanto a definição de "meio ambiente", se refere a indicação de um espaço (com componentes bióticos e abióticos, suas interações) em que um ser vive e se desenvolve trocando energia e interagindo com esse espaço, transformando e sendo transformado.

Assim, pensar no corpo como um espaço preenchido por matéria, ou seja, órgãos e organismos  (sim, por exemplo aquelas bactérias presentes em nossa flora intestinal) dentro de um limite físico onde acontecem inúmeras e complexas interações e transformações, não nos distancia da relação provocada no título do post.
  
"Templo da alma", "Morada do eu", "Minha primeira casa"... não é raro nos depararmos com frases que situam o corpo como espaço ocupado. No caso, novamente encontramos a  referência da atribuição de um sentido de preenchimento a um lugar. Sendo assim, ocupamos primeiro a Nós mesmos, seguindo o Planeta e o Universo.  

Essa provocação através de definições e associações, pretende aproximar o tema ambiental do seu espaço, de você. 

Imaginar-se meio ambiente... algo que não está lá fora, mas que é você, sua carne, pode fazer alguma diferença, quando refletimos sobre  os variados assuntos ambientais os quais nos deparamos cotidianamente.

No mínimo pode nos sensibilizar mais para essa temática... ou então, sob outro olhar , favorecer a ideia de encarar nosso corpo não como mais um meio a ser explorado até a extinção, sem dó ou piedade...

...mas como um lugar que pode ser desenvolvido sustentavelmente, garantindo uma melhor harmonia e qualidade de vida a quem se constitui dono do pedaço.


Construir um Corpo Sustentável, entende?


Nenhum comentário:

Postar um comentário